OBRAS 

27983481_1729233210430857_1826979124168460102_o_edited
28070530_1729232300430948_6672875822033339902_o_edited

O Crivo é um espetáculo de dança inspirado na obra Primeiras Estórias do escritor João Guimarães Rosa, um dos mais revolucionários e complexos da literatura brasileira do século XX. Dois homens criam relações que só se revelam à medida em que atravessam suas estórias, o SERTÃO, ao som fazendeiro, de galo cantando, vento batendo em meio a folhas das árvores.

 

Mas o SER-TÃO é outro! Não está em Minas, na Bahia ou em Goiás. O ser-tão, aqui, é o vazio em meio aos resquícios das notas pesadas e sutis dos pianos de Villa-Lobos, Francisco Mignone e Arthur Moreira Lima. É o sozinho que todos temos, o mundo de cada um.

 

Assim, neste atravessamento, diálogos e contatos são travados para, juntos, mergulharem na busca do que muda e o que permanece em cada um, tornando-os originários, fortes e delicados, na descontinuidade do tempo, onde meio se faz fim e o rio escorre em corpos físicos até a exaustão de ser quem se é: entre o nada e alguma coisa, a mais ínfima e completa condição do ser humano numa dramaturgia de mistério, convivência e comoção.

Para a criação da terceira obra do Ateliê, o grupo convida o bailarino Gleysson Moreira para a pesquisa de criação e conta com a direção de Daniel Calvet.  

"DançaBoba é um espetáculo que se funda na construção de danças a partir de jogos de improviso nos corpos de dois intérpretes. Embalados por um universo sonoro recheado de texturas, uma linha dramaturgica e poética tece camadas que envolvem os sentidos potencializando e revelando a gestualidade construída a partir de uma gestação de afetos.
O gesto se constrói no agora pela fisicalidade tendo suas variações dinâmicas como porta de entrada para materializar cenas que se constroem a partir da relação de dois: ora um corpo é suporte para o outro, ora os dois como protagonistas, ora os dois como um. Nessa profusão afetiva e generosa de produzir imagens/sentidos diante dos olhos de quem vê.
As danças construídas ganham potência a partir da simplicidade, da construção poética desvelada e da entrega a que os intérpretes se colocam para compartilhar conosco momentos diversos que transitam desde a memórias, nostalgias, leveza, dramaticidade, ludicidade.
Neste estado latente do corpo em movimento a Dança se faz Boba numa gentil efemeridade do tempo, na construção real de mundos possíveis pois tudo é teatro, metáforas sobre uma possível estória que “talvez” vamos contar pra você."

Espetáculo de dança livremente inspirado na vida e obra do artista plástico Farnese de Andrade, o Arquiteto da Dor, em diálogo com o barroco e sua riqueza de linguagem, propondo uma reflexão sobre as relações no mundo.

 

Confinados no espaço, dois homens investigam questões próprias da essência humana, trazendo o pensamento barroco para a contemporaneidade junto à história e obra de Farnese.

 

Imagens que brotam, afirmando a nossa condição no mundo, delatando a força e a fragilidade diante do que somos constituídos: carnes, ossos, vísceras, memórias, líquidos. Através de um lento caminhar dos olhos sobre as imagens, as ações da dramaturgia são dilatadas no tempo, trazendo à memória a pulsão entre vida e a morte.

Exercício poético de resignificação do material coreográfico do espetáculo “O Crivo”
propondo um novo olhar, um aprofundamento estético para que as linhas de tensões
coreográficas fiquem cada vez mais expostas.
Uma entrega, um auto-diálogo para desnudar, fluir através da perplexidade das imagens
“Roseanas” instaurando um caminho inusitado – “aquilo que não havia acontecia”; lições
de atordoamento, metáforas ou fragmentos de um milagre maior: a eternidade cabendo
num minuto; um rio tendo três margens, o nada como nossa condição... é o homem em
questão, diante do inexplicável, preso à sua infinita finitude, incapaz de tomar posse de
sua humanidade para realizar-se.
Uma lente de aumento no trabalho de corpo amadurecido pelo grupo nesses últimos
quatro anos.

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
27983481_1729233210430857_1826979124168460102_o_edited